Projeto karatê desenvolvido no CEU Morada do Sol é selecionado em prêmio do Ministério da Cultura

Há aproximadamente dois anos o professor Adriano Galúcio Batista desenvolve um projeto voluntário de aulas de Karatê no Centro de Artes e Esportes Unificado (Ceu) do setor Morada do Sol. Nesta terça-feira, 05, seu esforço foi reconhecido pelo Ministério da Cultura, que selecionou seu projeto no edital que premiará as melhores iniciativas socioculturais que ocorrem nos espaços das Praças Ceu’s. Escolhido entre as cinco melhores iniciativas, na categoria, Promoção da interseção entre cultura, bem-estar e saúde, o projeto receberá como prêmio o valor de R$ 15 mil.

Com duas aulas semanais, Batista atende aproximadamente 40 alunos entre crianças, jovens e adultos.  O professor, que atua na área há 13 anos, conta que o objetivo do projeto é utilizar o esporte como instrumento para a formação do caráter das crianças e adolescentes.  “Nosso objetivo é formar atletas e cidadãos de bem, que possam representar nosso Estado e a té mesmo o País. Nosso lema é esforçar-se para formação do caráter e oferecer a oportunidade para que nossas crianças e adolescentes tenham um amanhã melhor através do esporte”, frisa.

O objetivo tem sido alcançado, e os alunos do projeto já participaram de campeonatos em Palmas e Brasília, sendo os campeões em diversas modalidades, no último campeonato em Palmas conquistaram 33 medalhas.  O objetivo de Adriano agora é aumentar a quantidade de aulas semanais e ampliar o número de pessoas atendidas. Os recursos do prêmio devem ser investidos na aquisição de equipamentos.

“Me sinto muito feliz com esse reconhecimento, a gente faz esse trabalho voluntário porque sabemos da necessidade das nossas crianças, e agora vou poder investir em material, que é o que mais precisamos no momento”,  conta Batista.

Iniciativas Socioculturais

As “iniciativas socioculturais” são as ações, atividades e trabalhos, individuais ou coletivos, desenvolvidos de forma sistemática, por pessoas físicas – individualmente ou representando grupos ou coletivos – ou pessoas jurídicas sem fins lucrativos, nas instalações dos Centros de Artes e Esportes Unificados – Praças CEUs –, que fortalecem as expressões socioculturais locais e regionais e promovem a cidadania, o bem estar e o desenvolvimento social e sustentável, beneficiando as comunidades onde as Praças CEUs estão inseridas e contribuindo para a sustentabilidade dos equipamentos.

A premiação Ministério da Cultura, em parceria com os Ministérios do Desenvolvimento Social, Esporte, Justiça, Trabalho e Saúde, e a Secretaria Nacional da Juventude da Presidência da República, selecionou projetos nas áreas de:

  1. A) Promoção da educação e da formação artística e cultural, nas mais diversas linguagens.
  1. B) Promoção do desenvolvimento social com intersetorialidade.
  1. C) Promoção da interseção entre cultura, bem-estar e saúde.
  1. D) Prevenção à violência.
  1. E) Iniciativas promovidas por jovens e coletivos de jovens.
  1. F) Capacitação e qualificação para o trabalho, promoção do associativismo e da Economia Solidária

O projeto Karatê ficou entre os cinco primeiros colocados na categoria C: Promoção da interseção entre cultura, bem-estar e saúde.