Prefeitura de Porto Nacional realiza 6º Encontro de Produtores Rurais

A Prefeitura de Porto Nacional, por meio da Secretaria da Produção, realizou na última sexta feira (30), o 6º Encontro de Produtores Rurais, com o objetivo de trocas de experiências.

O secretário da Produção, Jefferson Lopes, explicou que no 6º Encontro de Produtores Rurais houve a participação de pessoas de diversas áreas. “Eu fiz questão de fazer o 6º Encontro dentro da Fazendinha para mostrar aos nossos produtores a importância, a valorização, os cuidados e mostrar para eles que eles podem ter toda essa produção lá em seus fundos de quintais”, ressaltou o secretário.

Jefferson falou ainda sobre a trocas de experiência entre os produtores. “Cada um tem um conhecimento, cada um tem uma experiência, cada um tem uma forma de conduzir e fazer manejos e essa troca de experiência é muito importante”, destacou.

O vice-prefeito de Porto Nacional, Ronivon Maciel, esteve no evento e explicou a importância do Encontro. “Nós acreditamos muito que a soma que a zona rural traz para a economia é muito grande. Nós buscamos nesse momento que já se faz dois anos de gestão esse sentimento de que estamos caminhando realmente com o produtor rural e eles também sentem esse acolhimento da nossa parte”, enfatiou Ronivon.

Caravana da Saúde e Produção

A Caravana da Produção e a Caravana da Saúde, há 6 meses vem fazendo a diferença na zona rural, com o objetivo de levar atendimentos como consulta médica, odontológica, transporte de calcário, trabalho de máquinas, dentre outros.

A secretária da Saúde, Anna Crystina, esteve no 6º Encontro de Produtores Rurais e destacou importância da união das pastas. “Temos caminhado de mãos dadas com a Secretaria de Produção no sentido de juntos irmos para as comunidades na zona Rural, conversar com esses produtores, inclusive eles estão recebendo muito estímulo com a questão do maquinário para ajudar na questão do plantio, da colheita e de toda a organização que eles precisam e nós vamos com as orientações de vigilância sanitária e atendimentos de saúde”, explicou Anna Crystina.


Texto: Mychelle Tauane