Prazo para escolas definirem livros didáticos é prorrogado para quarta (12)

Programa contempla alunos da educação infantil e dos primeiros anos do ensino fundamental da rede pública

A data final para que diretores das escolas públicas participantes registrem os pedidos no Programa Nacional do Livro e Material Didático (PNLD) 2019 foi adiada para esta quarta-feira (12). O prazo anterior terminaria na segunda (10). As obras didáticas serão utilizadas para atender a educação infantil e os anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano).

O conteúdo com mais informações sobre as obras disponíveis pode ser conferido no Guia PNLD 2019, que divide as opções de materiais de acordo com as disciplinas ou componentes curriculares e também contém orientações sobre o processo.

Após definidos os livros em conjunto com professores e coordenadores pedagógicos, os diretores das escolas devem apontar quais foram selecionados no sistema do PDDE Interativo.

No caso da educação infantil, é preciso identificar duas opções para cada faixa etária – creche (0 a 3 anos) e pré-escola (4 e 5 anos) – ou para um único volume integrado para as duas fases. Já para os primeiros anos do ensino fundamental é necessário escolher duas opções de materiais para coleções disciplinares, interdisciplinares e projetos integradores.

As redes têm três modelos possíveis de seleção: devem informar se desejam que cada escola receba o material registrado no sistema, se querem criar grupos de escolas que receberão o mesmo material ou ainda se desejam adotar o mesmo material para todas as instituições da rede de ensino.

Programa

O PNLD é destinado a avaliar e oferecer obras didáticas, pedagógicas e literárias, entre outros materiais de apoio à prática educativa, de forma sistemática, regular e gratuita, às escolas públicas de educação básica das redes federal, estaduais, municipais e distrital. Também são atendidas instituições de educação infantil comunitárias, confessionais ou filantrópicas sem fins lucrativos e conveniadas com o poder público. As obras para 2019 serão as primeiras que estarão alinhadas à Base Nacional Comum Curricular (BNCC). (MEC)