Palmas: Mais de 1,4 mil servidores podem ter salário suspenso por falta de recadastramento

Mais de 1,4 mil servidores públicos da Prefeitura de Palmas podem ter o salário suspenso a partir de junho se não fizerem o recadastramento. O prazo final para realizar o procedimento é nesta quarta-feira (15) e o processo é obrigatório a todos os servidores ativos. Apenas pensionistas e aposentados estão isentos.

O prazo termina às 19h. A primeira etapa é no endereço eletrônico divulgado pela prefeitura e a segunda é presencial e pode ser realizada tanto no prédio Buriti como em uma das unidades do Resolve Palmas. A expectativa da Prefeitura é recadastrar cerca de 10,3 mil servidores e até a última sexta-feira, quando foi divulgado o último balanço, 8.196 já tinham se recadastrado.

Na etapa online, o servidor deve preencher um formulário com informações funcionais e pessoais. Depois é necessário imprimir o protocolo e pedir que ele seja assinado pelo responsável do setor de Recursos Humanos de sua pasta.

Na segunda etapa, o funcionário deve entregar o protocolo impresso, assim como originais e cópia dos documentos pessoais. Serão exigidos documento de identidade, CPF, certidão de nascimento ou casamento e título de eleitor do servidor. Também é preciso apresentar cópia e originais de comprovante de endereço atualizado e certidão de quitação eleitoral.

Para consultar os horários de atendimento em cada um dos pontos onde é possível fazer esta etapa, basta acessar o site da prefeitura.