Novo blecaute atinge Venezuela logo depois do início da volta da energia

Novo apagão demonstra que ainda não foi corrigida totalmente a falha que, de acordo com denúncias do governo de Nicolás Maduro, se deve a uma “sabotagem”

Caracas — Um novo blecaute aconteceu nesta sexta-feira na Venezuela às 16h25 (horário local, 17h25 de Brasília), depois que a luz havia retornado a várias áreas do país por um período não maior que duas horas após o corte elétrico de ontem, que se prolongou por quase 22 horas.

O novo apagão demonstra que ainda não foi corrigida totalmente a falha que, de acordo com denúncias do governo de Nicolás Maduro, se deve a uma “sabotagem” orquestrada pela oposição com a participação dos Estados Unidos. Entretanto, não foi explicado por que o serviço não foi mantido após o retorno.Minutos antes do novo blecaute, havia sido informado que em alguns dos 14 estados afetados a energia elétrica havia sido restabelecida.

Mais cedo, a governadora do estado Táchira, Laidy Gómez, informou à emissora privada “Globovisión” que na região, no oeste do país, as emergências dos hospitais estavam funcionando com geradores elétricos devido à continuidade das quedas de energia.

Nesse cenário, continua havendo falhas nas telecomunicações, o que torna complicado comunicar-se por telefone, conectar-se à internet ou fazer pagamentos eletrônicos.

O serviço no metrô de Caracas, pelo qual passam centenas de milhares de pessoas diariamente, continua paralisado, e o comércio, fechado.

O governo da Venezuela assegurou que o blecaute é produto de uma “guerra elétrica” e uma “sabotagem” na principal hidrelétrica do país, El Guri, no estado de Bolívar. EFE