MP cobra providências sobre abastecimento de água em Lagoa do Tocantins

Município e ATS têm 3 dias para prestar esclarecimentos

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da Promotoria de Justiça de Novo Acordo, instaurou nesta quarta-feira, 15, Notícia de Fato para verificar a recorrente falta de abastecimento de água no município de Lagoa do Tocantins.

Conforme matéria publicada em um portal de notícias, cerca de três mil famílias residentes no município ficaram sem água desde a última segunda-feira, 13, tendo sido informado que o problema é rotineiro. O prefeito de Lagoa do Tocantins e a Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) foram notificados a prestar informações sobre quais providências estão sendo tomadas para a solução definitiva dos problemas de abastecimento de água no município.

A promotora de Justiça Renata Castro Rampanelli Cisi fixou o prazo máximo de 3 dias para o encaminhamento das respostas. (Marcelo de Deus)