Gás de cozinha tem reajuste e pode passar de R$ 90 nos próximos dias

A notícia do aumento no valor do gás de cozinha não agradou em nada os consumidores no Tocantins. O reajuste foi de 8,5% nas refinarias e começou a valer nesta terça-feira (6). Com esse novo aumento, o preço final do botijão de 13 kg pode passar de R$ 90 nas revendedoras de Palmas.

Para muitos comerciantes o jeito vai ser repassar o aumento para os produtos. Este é o caso da doceira Adriana Borges. Ela conta que até conseguiu segurar os reajustes anteriores, mas agora não vai ter como fazer isso.

“Gasta muito [gás]. Tem mês que a gente chega a gastar até quatro botijões de gás. Estou prevendo que se tiver esse aumento a gente vai ter que repassar para o nosso cliente porque a gente não consegue segurar. Os outros que tivemos nós não repassamos”, afirmou.

O preço nas distribuidoras estava congelado em R$ 23,10 desde julho e agora começa a ser vendido a R$ 25,07. Segundo a Petrobras, o aumento ocorre principalmente devido a desvalorização do real frente ao dólar e a elevações nas cotações internacionais do GLP.

Segundo o vice-presidente do sindicato dos revendedores de gás, José Carlos Lima, o valor cobrado vai depender de cada revendedor. “Cada empresário opera de acordo com suas tabelas de custo e condições que tem para trabalhar. Também existe uma diferença entre as marcas do produto, tem marca que custa mais do que outra. Então, quem compra o produto mais caro tem o preço mais reajustado”, afirmou.

Atualmente, os consumidores de Palmas pagam em média R$ 84 pelo botijão. Porém, o produto pode ser encontrado entre R$ 80 e R$ 90. Adriano Borges afirma que o lucro tem diminuído nos últimos anos.

“O lucro da gente vai diminuindo porque você não pode repassar tudo para o cliente porque se não perde o cliente”, afirmou.