FMA interdita área de banho na Praia das Arnos para garantir segurança da população

A Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA) decidiu por classificar a área de banho da Praia das Arnos como imprópria para atividades de recreação de contatos primários – banhos, stand up paddle, dentre outros – após detectar presença de substância não identificada entre a faixa de areia mais próxima a água.

 

A decisão tem por base ao artigo 2º da Resolução Conama (Conselho Nacional de Meio Ambiente) nº 274/2000 e tem o objetivo comprovar se essa condição oferece algum tipo de risco à saúde pública. Segundo a resolução, é obrigação do órgão ambiental realizar as ações de controle nas praias, cabendo assim a sua aplicação e a devida divulgação.

 

A FMA está acompanhando a situação, inclusive com ações de fiscalização no local, desde o início da semana, quando a faixa de substância desconhecida foi avistada e denunciada por frequentadores do local.

 

A Fundação alerta aos frequentadores do local que as águas devem ser consideradas impróprias até que as análises investigativas sejam concluídas. A análise está sendo realizada em parceria com o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins).

 

Segundo a presidente da FMA, Luciana Cerqueira, após a análise de todos os parâmetros e a confirmação de que as condições de balneabilidade não oferece risco a saúde dos banhistas, a área poderá ser liberada para uso. A previsão é que a análise seja concluída em 15 dias.

 

Apesar da recomendação de evitar contato com a água para recreação, a faixa de areia, bem como bares e restaurantes da Praia das Arnos, estão liberados para funcionar normalmente.