Exportações de carne e derivados crescem 11,16% no 1º quadrimestre no Tocantins

Depois de três anos, Irã volta a comprar do Estado no período e ajuda a impulsionar números positivos; Hong Kong segue sendo o maior comprador. Mais de R$ 174 milhões em vendas no primeiro quadrimestre do ano.

As exportações de carne e derivados pelos produtores e empresa do Tocantins cresceram 11,16% de janeiro a abril de 2019 na comparação com o mesmo período do ano passado. Ao todo, o Tocantins vendeu para o exterior US$ 43,93 milhões em carne (R$ 174,87 milhões na cotação desta segunda-feira, 13 de maio), enquanto no mesmo período do ano passado o número havia ficado em US$ 39,52 milhões (157,31 milhões).

Em reais, o crescimento ficou em R$ 17,56 milhões.Os dados foram apurados pelo Norte Agropecuário no sistema Comex Stat, administrado pelo governo federal com regras padronizadas em todo o Mercosul. Os números do primeiro quadrimestre deste ano em relação à exportação de carnes e derivados são os melhores para o período desde 2015, quando às exportações haviam alcançado US$ 46,33 milhões.

Como é tradicional, Hong Kong, região administrativa especial da China, segue sendo a maior comprador de carne do Estado, com US$ 11,86 milhões – 27% do total.

Uma diferença deste ano para os últimos três foi a retomada de venda de carne e derivados para o Irã nos primeiros quatro meses do ano. O país persa adquiriu US$ 4,27 milhões do produto do Estado (9,7% do total), sendo o terceiro maior comprador – só atrás de Hong Kong e Egito.

Quilos

No volume de quilos também houve aumento no primeiro quadrimestre deste ano, com a comercialização total de 13,58 milhões de quilos de carne, contra 11,31 milhões do mesmo período do ano passado.

Maiores compradores de carne e derivados do Tocantins de janeiro a abril 2019:

Hong Kong – US$ 11.868.732

Egito- US$ – 4.899.448

Irã – US$ 4.274.912

Emirados Árabes Unidos – US$ 3.805.707

Líbia – US$ 2.554.935

Arábia Saudita – US$ 1.548.592

Emirados Árabes Unidos – US$ 1.546.266