Concurso de Declamadores de Poesia da ETI Daniel Batista chega a sua 17ª edição

A 17ª edição do Concurso de Declamadores de Poesia da ETI Daniel Batista acontece nesta quinta-feira, 1º, no quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em Palmas, a partir das 19 horas.

O projeto teve início no ano de 2002 por iniciativa da educadora Marilucia Abreu Lima, e foi realizado no pátio da escola. Com o passar dos anos, foi crescendo, ganhando mais admiradores e participantes e hoje já faz parte do projeto pedagógico da escola.

 Segundo a professora, o evento inclui ensaios, aulas de teatro, postura, entonação de voz, presença de palco, rodas de leituras e encontros poéticos com autores regionais. A última fase acontece em auditório, com caracterização dos alunos de acordo com o tema escolhido. No palco, eles se apresentam para uma plateia formada pela comunidade escolar, pais e convidados, e a jurados escolhidos com antecedência entre escritores, jornalistas, atores e professores. Os quesitos avaliados são voz e interpretação, postura no palco e elementos que enriquecem a caracterização.

“Consideramos a arte da declamação como uma parte relevante no desenvolvimento do ser humano. Além do incremento do vocabulário e da bagagem cultural, é uma oportunidade para superar a timidez e ter acesso a conhecimento, lazer e entrosamento entre o público participante”, afirma a coordenadora do evento.

O 17º Concurso de Declamadores de Poesia da ETI Daniel Batista trará declamação do Hino Nacional Brasileiro, coral, dança e música, além das declamações de poesias. Os homenageados da noite serão o poeta brasileiro Gonçalves Dias e o professor da rede municipal de Educação, Josafá Miranda de Souza.

Escola Criativa

O projeto foi responsável por trazer para a ETI Daniel Batista o Título Internacional de Escola Criativa, após pesquisa e observação feita por alunos de Mestrado da Universidade Federal do Tocantins (UFT), pela forma como é trabalhado com os alunos.

A cada ano é escolhida uma temática diferente, já tendo passado pelos palcos do projeto A poesia no mundo encantado do Pequeno Príncipe, A poesia no Sítio do Pica-Pau Amarelo, A poesia no Nordeste de Ariano Suassuna, A poesia na Diversidade Cultural e A poesia no Circo.

O projeto trabalha com alunos de 1º ao 9º anos, divididos em quatro categorias: Baby – alunos de 1º e 2º anos; Infantil – alunos de 3º, 4º e 5º anos; Infantojuvenil – alunos de 6º e 7º anos e Juvenil – alunos de 8º e 9º anos. Todos os alunos recebem certificados de participação, além de medalhas e prêmio extra para os três primeiros colocados de cada categoria, com exceção da Baby, que todos recebem medalhas e prêmio extras. (PrefeituradePalmas)