Com expectativa de vacinar 4 milhões de animais, campanha antiaftosa termina nesta sexta-feira no Estado

Após a compra da vacina, o produtor tem até 10 dias para realizar a comprovação nas unidades da Adapec, munido da nota fiscal do produto e da Carta-aviso preenchida. Para quem deixar de vacinar o rebanho a multa é de R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada.

Dentro da normalidade e no prazo previsto, termina nesta sexta-feira, 30, a 2ª etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa. Nesta fase, a expectativa é vacinar cerca de 4 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos) com até 24 meses de idade, declarados em maio.

Já a declaração do rebanho é obrigatória para todos os animais, indiferente da faixa etária, para atualização cadastral.

O Tocantins conta com aproximadamente 8,6 milhões de bovídeos, distribuídos em 56,4 mil propriedades rurais cadastradas com rebanho.

Após a compra da vacina, o produtor tem até 10 dias para realizar a comprovação nas unidades da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), munido da nota fiscal do produto e da Carta-aviso preenchida. “Temos uma grande parceria com os pecuaristas que a cada etapa tem colaborado com altos índices vacinais, isto reflete na qualidade do produto e na credibilidade da manutenção e evolução do status sanitário, livre da doença”, avalia o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha.

De acordo com o responsável pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pires, para quem deixar de vacinar o rebanho a multa é de R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada, além de sanções previstas na legislação. “Temos um sistema informatizado atualizado que aponta, ao final da campanha, os casos omissos.

Após avaliação, os técnicos realizam a vacinação assistida ou acompanhada para garantir que 100% dos animais em idade vacinal recebam a dose da vacina”, explica. (Da Adapec)