Aldeia na Ilha do Bananal volta a ficar sem água após problema em bomba

Os indígenas da aldeia Cachoeirinha, localizada na Ilha do Bananal, voltaram a ficar sem água. O problema aconteceu em setembro e teria sido resolvido pela Secretaria Especial de Saúde Indígena. Porém, o cacique Ibederi Javaé informou nesta quarta-feira (10) que a comunidade está novamente desabastecida.

Segundo o cacique, os indígenas estão há mais de uma semana sem água porque a bomba que faz a captação novamente teria queimado novamente. O indígena conta que após o reparo feito em setembro a aldeia teve água por cerca de 10 dias.

Ainda em setembro o caso foi motivo de uma ação do ministério público federal contra a união. Uma ação do Ministério Público Federal pediu que o abastecimento de água fosse restabelecido na aldeia Cachoeirinha e outras 11 comunidades indígenas da Ilha do Bananal, na região sudeste do Tocantins.

Questionado nesta quarta-feira (10), o Ministério da Saúde informou que, segundo o Distrito Sanitário Especial Indígena Tocantins (DSEI-TO), o problema na captação de água ocorre devido à utilização inadequada do equipamento.

Afirmou ainda que está providenciando o deslocamento de uma equipe para solucionar o problema e que há um processo em andamento para perfurar um poço artesiano na aldeia Cachoeirinha e em outras da região.

“Por fim, cabe informar ainda que o Distrito distribui periodicamente à comunidade o hipoclorito de sódio a 2,5%, caracterizado como um agente desinfetante para tratamento da água e considerado uma medida emergencial para a potabilização da água. Além disso, o DSEI está providenciando a aquisição de cloradores e filtros para aperfeiçoar o tratamento da água do sistema de abastecimento da comunidade”, informou em nota.