Agronegócio impulsiona vendas de carros de luxo no interior do Brasil

Nas regiões onde o agronegócio é uma atividade econômica forte, as vendas de carro de luxo estão em disparada, ao contrário do que acontece com o cenário geral. A constatação é de uma das fabricantes do segmento premium que têm modelos que chegam a custar R$ 1 milhão. Um levantamento feito pela Jaguar Land Rover (JLR) mostra que 46% das vendas da marca Land Rover ocorrem em praças em que a economia está sustentada no setor produtivo.

Os dados levantados pela fabricante apontam ainda o perfil dos compradores — 60% são agricultores e 40% pecuaristas. As lojas do Sul, Sudeste e Centro-Oeste são as que mais vendem para o agronegócio, com carros que custam a partir de R$250 mil e podem chegar até R$1 milhão, dependendo da customização e dos acessórios.

“Ao monitorar o mercado, identificamos que os consumidores que atuam no setor estão em busca não só de veículos com alta capacidade e desempenho elevado, mas também de modelos que tenham um design diferenciado e tecnologia para melhorar sua performance, conforto e segurança”, explica Divanildo Albuquerque, diretor-geral da Jaguar Land Rover Brasil.

De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA), a Jaguar Land Rover no Brasil registrou crescimento de 18,1% nas vendas entre janeiro e agosto em relação a igual período do ano anterior, com 5.907 unidades emplacadas.

Para Fabio Graf, gerente de uma das concessionárias da marca em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, as condições especiais oferecidas em feiras agropecuárias favoreceram a aproximação da fabricante com os produtores rurais. “Alguns clientes acham mais vantajoso esperar a safra para comprar os veículos à vista, enquanto outros preferem financiar ou fazer o ‘plano balão’, que permite pagar pequenas parcelas até o período da safra quando quitam o restante do valor. Na feira, oferecemos descontos de até R$ 28 mil, o que acabou atraindo muitos produtores rurais”, explica. Na Expointer, a concessionária vendeu 26 veículos. (Globorural)