Agricultura e Fundação divulgam projetos de pesquisa selecionados para cadeia produtiva do mel no Tocantins

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura(Seagro), em parceira  com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins (FAPT), por meio de edital, divulgaram cinco projetos de pesquisa selecionados para concessão de materiais e equipamentos de insumos para projetos de pesquisa com apicultura e meliponiculutura no Estado do Tocantins. O resultado preliminar saiu na última sexta-feira, 17.

O material será entregue aos selecionados na ocasião do 8° Seminário Estadual de Apicultura e II Seminário de Estadual de Meliponicultura, previsto para acontecer este ano, em Palmas.

Após receber o material, os pesquisadores terão prazo de 36 meses para executarem o plano de trabalho que deve conter informações sobre a flora apícola, condições climáticas e a produção do mel no segmento da apicultura e meliponicultura no Tocantins.

Segundo a médica veterinária da Seagro, Érika Jardim, essa pesquisa será uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento da apicultura e meliponiculutra no Tocantins. “Esses materiais e equipamentos servirão para implantar apiários e meliponários didáticos, com objetivo de fomentar a pesquisa, ensino e a extensão rural e, posteriormente elaborarmos projetos de políticas públicas para incentivar a cadeia produtiva no mel no Tocantins”, explicou.

O material é composto por caixas apícolas, equipamentos de proteção individual, suporte para caixas e fumegadores.

Recurso

No edital de concessão oito projetos concorreram, sendo que cinco selecionados alcançaram a média de classificação. O prazo para recurso encerra no próximo dia 28.

Apicultor

A publicação preliminar dos projetos contemplados saiu na semana que se comemora o Dia do Apicultor, 22 de maio. Atualmente, o Tocantins conta com uma federação, 53 associações e duas cooperativas, com 1.500 apicultores. A produção de mel no estado gira em torno de 90 toneladas por ano.

Elmiro de Deus, Palmas