4 dicas para conservar bem documentos e arquivos pessoais antigos

Ter um acervo pessoal organizado e conservar os documentos gerados ao longo da vida, sejam eles fotos ou textos, é importante tanto por questões práticas — na hora de obter um empréstimo, por exemplo, aquela cópia do Imposto de Renda de uma década atrás pode vir a ser útil — quanto históricas — nunca se sabe de onde sairá o próximo Einstein. No entanto, nem todo mundo sabe como preservar seus arquivos de maneira adequada. Separamos alguns cuidados básicos:

Como manusear documentos antigos
Antes de mais nada, separe um espaço limpo para manusear os arquivos. Lave bem as mãos e não passe creme, pois ele pode manchar papéis. Estes podem ser tocados sem luvas, visto que elas podem tornar o manuseio mais difícil e acabar danificando papéis delicados. Para fotos e negativos, porém, o ideal é usar luvas de tecido. E nada de comer, beber e fumar perto de documentos originais.

Use caixas que sejam espaçosas o suficiente para não precisar dobrar nada e que não deixem muito espaço sobrando, para evitar que os documentos fiquem soltos demais. De preferência, que sejam feitas sem ácido nem lignina (papelão e jornal) ou mesmo tampadas.

documentos (Foto: Flickr/ExeterAnna)

A MANEIRA DE ARQUIVAR FOTOS E PÁGINAS NÃO É A MESMA (FOTO: FLICKR/EXETERANNA)

Papéis amplos e flexíveis podem ser enrolados. Para isso, use tubos feitos de materiais tampados com baixo teor de lignina e que tenham 5 centímetros a mais que a largura da folha. Se os originais já estiverem gastos, conserve-os em folhas de poliéster. Coloque um item por folha, que deve ser maior que ele para protegê-lo por completo.

Se desejar criar álbuns de documentos, o ideal é não usar colas e adesivos, e escolher páginas ou envelopes com materiais plásticos como poliéster, polipropileno e polietileno. Proteja os cantos com papéis sem ácido ou plásticos com os mesmos materiais do envelope.

Como expor os arquivos
Exposição à luz pode causar mudanças tanto em papel quanto em fotografias, por isso o ideal é usar vidro com proteção contra ultravioleta ou moldura acrílica. Também é recomendado minimizar o tempo de exposição à luz.

Outros cuidados
Além de manter os originais armazenados de forma correta, é interessante digitalizar o acervo. E, caso um item seja danificado com o tempo, por insetos ou mofo, por exemplo, considere consultar especialistas em conservação para tentar recuperá-lo.

POR MARILIA MARASCIULO (Fonte: National Archives)